Vai trocar a foto de perfil?


Veja | 18/04/2017

Ao trocar a foto de perfil de uma rede social, seja ela profissional ou de relacionamentos, um usuário procura causar um impacto positivo. Mas para que este resultado seja alcançado é melhor deixar um estranho fazer a seleção. É o que aponta um estudo da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália, publicado na quinta-feira (13) pelo periódico científico Cognitive Research. Na pesquisa, os cientistas concluíram que as imagens de perfil selecionadas por pessoas estranhas provocam uma primeira impressão mais amigável do que aquelas fotos que são escolhidas pelo próprio dono da conta.

Para averiguar se uma foto de perfil possuía um impacto positivo ou negativo, pesquisadores pediram a 102 estudantes que, de um total de 12 retratos deles mesmos, selecionassem apenas duas imagens. Essas seriam usadas como foto de perfil em três redes sociais diferentes: uma de relacionamentos amorosos (como o Tinder), outra de contatos profissionais (na linha do Linkedin) e em plataformas gerais (Facebook, Twitter e afins). O mesmo pedido foi feito, então, para participantes aleatórios que não conheciam os estudantes envolvidos na pesquisa.

Depois da fase de separação e seleção, os pesquisadores mostraram os retratos para um terceiro grupo de estranhos, recrutados pela internet. Esses voluntários deveriam opinar quão atrativo, verdadeiro, competente e confiável aparentava ser o indivíduo da imagem em questão. Após analisar as fotografias, os estranhos acharam que as imagens selecionadas pelo próprio usuário causavam uma impressão menos favorável — em todos os quesitos analisados — do que aquelas escolhidas pelo grupo aleatório de participantes.

De acordo com os pesquisadores, por meio de uma rápida olhada nos retratos das redes sociais, os usuários em geral tiram conclusões próprias sobre o caráter e a personalidade das pessoas. Logo, se o interesse principal, ao trocar a imagem de perfil, é impressionar positivamente e conseguir likes, nada melhor que pedir alguém faça essa escolha por você.


Comentários