Casais admitem usar redes sociais para espiar parceiros


NOTÍCIAS AO MINUTO | 09/02/2018

A confiança é vista como essencial em um relacionamento, tanto quanto o direito à privacidade. Encontrar um equilíbrio não é uma tarefa fácil. Um estudo feito pelo instituto Kaspersky  aponta que 33% das pessoas espiam os seus parceiros nas redes sociais.

O estudo contou com 18 mil participantes de 18 países. Verificou-se que, em relações instáveis, os parceiros que usam as redes sociais para saber o que se passa na vida dos respectivos e respectivas chega a 50%.

Ainda que 80% dos participantes considere que os membros do casal devem ter direito à privacidade, metade deles admite compartilhar as senhas dos seus dispositivos.

O estudo da Kaspersky revela ainda que entre os principais temas ocultados encontram-se mensagens enviadas a outras pessoas, gastos pessoais e sites visitados.


Comentários