iPhone X custa mais do que o iPhone 8–até mesmo para a Apple


Exame | 09/11/2017

Os componentes do novo iPhone X da Apple custam US$ 115 a mais do que as peças do iPhone 8 devido aos valores elevados da nova tela e do scanner de reconhecimento facial do aparelho, segundo análise da IHS Markit.

O valor total dos materiais do modelo básico do iPhone X, com 64 gigabytes de armazenamento, é de US$ 370,25, segundo relatório da IHS, excluindo custos como pesquisa e desenvolvimento, fabricação e software. A IHS realizou uma análise semelhante sobre o modelo básico do iPhone 8 no início do ano e concluiu que os componentes custam US$ 255,16.

O iPhone X inclui case de aço inoxidável, sistema de reconhecimento facial 3D na frente e tela OLED de 14,7 centímetros, que não estão no iPhone 8. Esses componentes provavelmente elevaram os custos extras do principal aparelho da empresa, que marca o 10º aniversário do modelo.

A tela OLED tem custo de US$ 110 por unidade para a empresa de Cupertino, Califórnia, contra US$ 52,50 no caso da tela de 13,97 centímetros do iPhone 8 Plus, que usa uma tecnologia mais antiga, segundo a IHS. A Samsung Electronics atualmente é a fornecedora exclusiva de painéis OLED da Apple, mas a empresa sul-coreana paga cerca de US$ 85 por tela para seu próprio telefone, o Galaxy S8. Esse dispositivo possui uma tela com o mesmo tamanho que a do iPhone X, mas com maior resolução.

“A Apple definitivamente paga um ágio pela tecnologia OLED”, disse Wayne Lam, analista da IHS. “A Apple está presa a um só fornecedor e a Samsung pode ditar seu próprio preço.”

Entre os demais fornecedores dos componentes do iPhone X além da Samsung estão Toshiba, Skyworks Solutions, Texas Instruments e as fabricantes de chips Broadcom, Qualcomm, Intel e NXP Semiconductors, segundo análise da semana passada feita pela iFixit.

O iPhone X custa mais do que o iPhone 8, mas Lam estima que ambos os dispositivos geram margens de lucro brutas semelhantes para a Apple. Os preços dos materiais dos dois telefones equivalem a cerca de 37 por cento dos preços ao consumidor. O iPhone 8 custa US$ 699 e o iPhone X custa US$ 999. As margens brutas finais da Apple são menores devido aos custos de fabricação e de pesquisa e desenvolvimento, segundo Lam.

A Apple preferiu não comentar sobre a análise dos materiais. O CEO da Apple, Tim Cook, comentou sobre a análise de componentes em 2015 durante teleconferência de resultados da empresa. Na ocasião, ele disse: “Nunca vi uma [análise] que tenha chegado perto de ser precisa”.

O Face ID, a adição mais destacada do iPhone X, também contribui para o custo maior do dispositivo. O sistema True Depth Camera, que inclui módulos como câmera infravermelha e projetor de pontos para detectar a estrutura tridimensional do rosto de uma pessoa, custa US$ 16,70 por unidade para a Apple. Ou seja, o Face ID custa para a Apple três vezes mais do que o sensor Touch ID do iPhone 8, disse Lam.

Contudo, o custo dos scanners de impressão digital caiu desde sua estreia no iPhone 5s, em 2013, o que sugere que os custos do Face ID também poderiam diminuir ao longo do tempo.


Comentários