Desemprego cairá a partir de agosto, diz ministro da Fazenda


Veja | 13/06/2017

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o índice de desemprego começará a cair no país a partir de agosto. A avaliação foi feita em uma série de tuítes postados em sua conta pessoal na manhã desta terça-feira. O ministro tem anunciando publicamente que esperava pela queda do desemprego neste ano, e manteve as apostas mesmo com a instabilidade política do governo de Michel Temer, alvo de inquérito no STF e envolvido na delação do empresário Joesley Batista.

Meirelles considera que a crise econômica pelo qual o país passa é “forte” e que isso fará com que a recuperação do emprego seja lenta. “Os efeitos de uma recessão tão forte quanto a dos últimos anos não desaparecem do dia para a noite”, escreveu. Em abril, o número de desempregados foi de 14 milhões, ou 13,6% da população economicamente ativa, segundo o IBGE.

O ministro considera que a recuperação do emprego acontecerá com certo atraso da recuperação da economia, pois este tipo de indicador costuma demorar mais para reagir após períodos de crise. A previsão da equipe econômica liderada por Meirelles é que o PIB esteja em um ritmo de crescimento anual de 2,7% ao ano no último trimestre de 2017.

No dia 1º de junho, o IBGE divulgou que a atividade econômica teve alta de 1% no primeiro trimestre de 2017, o primeiro resultado positivo após 8 meses seguidos de queda neste tipo de comparação. O avanço foi puxado por um desempenho excepcional no setor agropecuário, motivado por uma safra recorde, e economistas vêem o bom resultado do PIB com cautela por causa da fragilidade da demanda interna.

O ministro da Fazenda inaugurou sua conta no Twitter há uma semana, com uma mensagem em que dizia querer usar o espaço para debater os rumos do Brasil. Meirelles é frequentemente questionado se pretende disputar a presidência em 2018, mas diz sempre que seu foco está apenas no seu trabalho à frente do ministério, para recuperar a economia do país.


Comentários